28/07/2021

Qual a ligação entre Tanatopraxia e necromaquiagem?

Por admin

O setor mortuário está em ascensão constante ano a ano no Brasil.

Com a alta demanda, naturalmente os serviços dentro desse segmento passaram a ser mais valorizados, e por isso essa área de atuação passou a ser mais atraente para muitas pessoas que buscam uma nova carreira.

O mercado mortuário no Brasil e no mundo

Existe uma expansão do mercado mortuário, pois com novas tendências sendo incorporadas no segmento, dentro do conceito de “deathcare”, que tem chegado ao Brasil, possibilitando assim inovações na despedida de um ente querido.

Muitas dessas inovações surgiram muito antes da pandemia, como por exemplo a ideia de velório online transmitido pela Internet, para que a família possa assim se despedir do seu familiar mesmo que esteja longe do local do velório.

E é justamente pensando no conceito de uma despedida digna, que existe a importância da tanatopraxia e da necromaquiagem.

Você sabe qual a ligação existente entre esses dois serviços funerários essenciais? Saiba melhor sobre tudo isso nesse artigo.

Especialização em tanatopraxia e necromaquiagem

O curso de ciências mortuárias oferecido pela Signum capacita profissionais que podem atuar em qualquer uma dessas duas funções, entre outras. É um curso completo, que prepara profissionais para diversas especialidades dentro do mercado mortuário.

Para trabalhar como tanatopraxista ou necromaquiador, você precisa ser maior de dezoito anos, ter o ensino fundamental ou médio completo e possuir o curso profissionalizante na área, o qual permitirá que você exerça essas profissões.

Saiba mais sobre elas!

Tanatopraxia e a necromaquiagem

A tanatopraxia e a necromaquiagem são procedimentos de grande importância realizados após a morte. Pensar na morte assusta muitas pessoas, enquanto em outras causa um certo fascínio. A morte é um mistério, e justamente por isso muitos optam em fazer do assunto um tabu.

 

Por isso é algo pouco falado, e nem todos sabem exatamente os processos pelos quais o corpo passa antes da cremação ou inumação, e como esses procedimentos são realizados.

É preciso ter respeito para trabalhar com a morte, afinal você estará tratando diretamente uma pessoa que foi importante para alguém. E tanto a tanatopraxia quanto a necromaquiagem estão ligadas a esse respeito.

Necromaquiagem

Você sabe o que é a necromaquiagem? Assim como o nome sugere, é o processo de maquiagem em cadáveres.

Esse processo complementa o de restauração facial, quando necessário, e tem o objetivo de deixar o cadáver com a aparência mais próxima possível das feições que aquela pessoa apresentava em vida.

Além de corrigir imperfeições na pele, causadas pelo pós-morte ou mesmo pela causa da morte ou períodos longos de internação, a necromaquiagem também tenta proporcionar um aspecto saudável, para ficar na lembrança dos amigos e familiares que irão ver aquela pessoa pela última vez.

É um trabalho de respeito e dignidade à pessoa que faleceu, que tem também a função de preservar a sua identidade e promover uma passagem que conserve a imagem que ela gostava de ter em vida.

Por exemplo, é importante que a maquiagem não apague traços marcantes daquela pessoa. Ela precisa estar apresentável para quem estiver no velório. Marcas de nascença, bigodes, cavanhaques, pintas, detalhes que compõe o rosto daquela pessoa não podem em hipótese alguma serem descaracterizados.

É preciso também ter cuidado na preservação da identidade e personalidade da pessoa que se foi. Ao maquiar uma senhora de idade e evangélica, por exemplo, alguns familiares poderão reclamar se o uso da maquiagem ocorrer em tons mais marcantes. Nesse caso, a discrição é a palavra de ordem.

Casos contrários também podem ocorrer, como por exemplo uma mulher transexual, que gostava de usar batons em tons vibrantes, vestido e cílios postiços, e assim será preparada para o seu ritual de despedida. Portanto é de extrema importância pedir informações aos familiares sobre a forma que o profissional tanatoestético deverá proceder.

A necromaquiagem é um serviço de suma importância para cultivar também os gostos da pessoa falecida nos seus últimos momentos.

A maleta do necromaquiador

Um necromaquiador precisa ter a sua maleta sempre completa com todos os instrumentos precisos para realizar bem a sua função.

Ela precisa ser de plástico, para que possa ser higienizada a cada vez que for usada, eliminando assim qualquer risco de contaminação.

O seu interior deve ser composto de uma pinça anatômica e agulha para a sutura do nariz e da boca, além do fio encerado, tesoura, gaze, lâmina de barbear e álcool gel. Além dos itens para a realização da maquiagem, é necessário também o hidratante, o que ajuda a maquiagem a aderir à pele já sem circulação sanguínea.

Entre esses itens estão a base, corretivo, pó compacto, pó de contorno, sombras coloridas e neutras, blush, lápis para os olhos, máscara para cílios, pincéis e batons.

A maquiagem é feita no rosto, pescoço e também nas mãos, que ficarão expostas durante o velório.

Quem é o profissional que trabalha com necromaquiagem?

O profissional que realiza a necromaquiagem é o profissional das ciências mortuárias, o mesmo que muitas vezes atua também como agente funerário, responsável por vestir, maquiar e também levar o corpo até o local do velório e após transportá-lo para o local da cremação ou inumação.

Em algumas situações, é também esse mesmo funcionário que fica com a responsabilidade de vender a urna, fazer a ornamentação e providenciar os arranjos de flores para o velório, fora a parte burocrática.

É uma carreira que pode ser muito bem remunerada, justamente por ser um trabalho que nem todas as pessoas estão aptas a fazer.

Tanatopraxia

A tanatopraxia é a função que higieniza e conserva um cadáver para que ele possa ser velado e sepultado sem qualquer vazamento de sangue ou demais fluidos.

Muitas vezes, o cadáver precisa se manter conservado por dias por conta de um traslado entre cidades ou estados, e é função do tanatopraxista tornar isso possível, ao conservar o corpo para que esteja apresentável para a despedida da família.

São utilizados equipamentos que retiram os fluidos do corpo, e depois substâncias químicas são injetadas para a conservação do corpo.

Mas qual é a ligação entre tanatopraxia e necromaquiagem?

A ligação entre esses dois serviços está no apelo emocional e social presente, já que são funções que tem como objetivo promover conforto aos familiares enlutados.

São serviços que possibilitam que uma pessoa que está partindo seja vista pela última vez de uma forma não traumática, com a imagem que as pessoas tinham dela em vida, sem que aconteça nenhum imprevisto desagradável durante o velório.

Em alguns casos isso é ainda mais necessário. Nem todas as pessoas falecem de morte natural, e no caso de uma vítima de um acidente, por exemplo, o rosto pode estar danificado.

Em casos assim, o agente funerário tem de usar o seu conhecimento de reconstrução facial e necromaquiagem.

Porém, em algumas outras situações a pessoa está apenas com a aparência deteriorada pelo pós-morte, ou por ter estado doente por muito tempo.

Assim, a necromaquiagem devolve um aspecto saudável para que aquela pessoa possa dizer adeus com uma aparência serena, que reconforte os seus entes queridos, enquanto a tanatopraxia garante que tudo vá ocorrer bem, sem incidentes durante o velório, como por exemplo o extravasamento de fluídos corporais.

As especializações em necromaquiagem e tanatopraxia fazem parte das habilidades que um agente funerário deve ter, por isso é tão importante o curso de ciências mortuárias da Signum, o qual possibilita que os alunos aprendam as duas profissões.

Mesmo sendo uma área ainda envolta por preconceitos, são serviços de extrema importância para a dignidade humana.

Curso de ciências mortuárias

O curso de ciências mortuárias prepara os alunos para trabalhar em seis profissões diferentes dentro do mercado mortuário, são elas:

  • Auxiliar de necropsia
  • Papiloscopista
  • Agente funerário
  • Tanatopraxista
  • Necromaquiador
  • Reconstrutor facial

Formado em ciências mortuárias, ele pode trabalhar com qualquer uma dessas funções e assim estar apto a aproveitar várias oportunidades de carreira dentro de um segmento que só cresce ano a ano.